08 de Junho de 2021 - 14h:20

Tamanho do texto A - A+

Supervia entra com pedido de recuperação judicial

Concessionária afirma que perdeu a metade dos passageiros durante a pandemia e acumula uma dívida de cerca de R$ 1,2 bilhão.

Por: G1

Concessionária afirma que perdeu a metade dos passageiros durante a pandemia e acumula uma dívida de cerca de R$ 1,2 bilhão.

 

A Supervia, concessionária responsável pelo serviço de trens urbanos no Rio de Janeiro, entrou com um pedido de recuperação judicial. A concessionária afirma que perdeu a metade dos passageiros durante a pandemia e acumula uma dívida de cerca de R$ 1,2 bilhão.

 

A empresa afirma que o pedido junto ao Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJ-RJ) é para preservar a prestação de serviços aos passageiros e iniciar um ciclo de negociações com os credores.

 

A empresa afirma que, desde março de 2020, acumula perda financeira de R$ 474 milhões como resultado de uma redução de mais de 102 milhões de passageiros até 2 de junho deste ano. Antes da pandemia, a concessionária transportava cerca de 600 mil passageiros diariamente. A Supervia alega que, atualmente, o fluxo diário se estabilizou em 300 mil passageiros por dia.

 

Com o agravamento da pandemia e a crise econômica, a recuperação total do fluxo de passageiros está prevista para 2023, segundo números da empresa.

 

A Supervia afirma que grande parte da dívida foi contraída para pagar os custos da operação deficitária durante a pandemia do coronavírus.

 

Ainda assim, ao longo do período da pandemia, passageiros reclamaram da lotação e falta de condições. Em 28 de maio, um trem do ramal do Belford Roxo pegou fogo no trecho entre as estações de Del Castilho e Pilares. Segundo o Corpo de Bombeiros, 3 pessoas ficaram feridas durante o desembarque, feito às pressas, entre os trilhos.

 

Um bombeiro relatou que o extintor de uma composição estava vazio e não pôde ser usado no combate às chamas.

VOLTAR IMPRIMIR