20 de Março de 2020 - 11h:54

Tamanho do texto A - A+

Bovespa opera em alta, acompanhando exterior

Na quinta-feira, Ibovespa subiu 2,15%, a 68.331 pontos, alcançando uma trégua no forte movimento de vendas.

Por: G1

O principal índice da bolsa de valores brasileira, a B3, opera em alta nesta sexta-feira (20), acompanhando o movimento no exterior, com os mercados avaliando as medidas anunciadas por bancos centrais e governos, que estão prometendo grandes quantidades de dinheiro para amenizar os impactos econômicos da pandemia de coronavírus.

 

Às 12h23, o Ibovespa subia 2,86%, a 70.286 pontos.

 

Já o dólar é negociado em queda, voltando a se aproximar do patamar de R$ 5.

 

Na quinta-feira (20), o Ibovespa fechou em alta de 2,15%, a 68.331 pontos, em uma trégua nas fortes quedas recentes, que fizeram o índice tocar mínima intradia desde julho de 2017 mais cedo na sessão da véspera. Na semana, porém, o índice acumula perda de cerca de 17%, com o desempenho no ano negativo em mais de 40%.

 

Cenário global e doméstico

 

No exterior, as bolsas europeias saltavam pela segunda sessão consecutiva nesta sexta-feira.

 

A Comissão Europeia disse nesta sexta-feira que está estudando a flexibilização das regras da dívida para os estados membros e a emissão de títulos comuns da zona do euro, na tentativa de fortalecer empresas e famílias.

 

A redução do pessimismo se refletia em todos os mercados de ações globais, à medida que diversos países debatem medidas de ajuda financeira direta para empresas e trabalhadores.

 

"A ação conjunta de governos e bancos centrais promove uma espécie de otimismo cauteloso em meio ao agravamento da crise”, destacou a equipe da Guide Investimentos, em nota a clientes.

 

No Brasil, o governo anunciou na véspera que planeja pagar um auxílio para os trabalhadores que recebem até dois salários mínimos e forem afetados pela redução de jornada e salários proposta nesta semana pelo governo federal. Também anunciou que pretende pagar os primeiros 15 dias de afastamento se o trabalhador tiver contraído o coronavírus.

VOLTAR IMPRIMIR