29 de Abril de 2020 - 11h:45

Tamanho do texto A - A+

Grupo Gebert entra com pedido de recuperação judicial

Por: ÍconePress Assessoria de Imprensa

O Grupo Gebert, com quase quatro décadas de atuação no ramo da agricultura em Mato Grosso, entrou com pedido de Recuperação Judicial com passivo de mais de R$ 99 milhões. A situação se agravou com a grave crise financeira que atingiu o setor, que com a alta do dólar causou uma redução na capacidade de pagamento da dívida do grupo, além dos juros dos financiamentos em reais basicamente dobrando de valor. Ainda os problemas climáticos, que afetaram a produtividade das propriedades.

 

A história do Grupo Gebert começou no ano de 1980, quando Sigefrido Davi Milanesi, adquiriu a fazenda Buriti, com 3.400 hectares, localizada no município de Poxoréo/MT. Em 1986, os produtores Izair e Tarcirio Gebert, a convite de Sigefrido, mudaram-se para a Fazenda Buriti e começaram a trabalhar na produção rural, dedicando-se na agricultura e implementando as inovações rurais do negócio familiar.

 

Com o passar dos anos as atividades se diversificaram, adentrando a agropecuária, destacando a criação de bovinos para corte e clico completo da suinocultura, bem como a exploração agrícola, especialmente o cultivo de soja, milho, arroz, feijão, sorgo. Além disso, comércio dos produtos, bem como e beneficiamento e transformação de produtos agrícolas e pecuários e seus implementos, como a fabricação de ração para suinocultura e bovinocultura, pecas de reposição, insumos agrícolas.

 

Atualmente, conta com 60 colaboradores no quadro social da empresa, e estima-se plantar 2.800 hectares de lavoura, além de outros 3.000 hectares para 3.200 cabeças na pecuária e expectativa de vendas de 32 mil suínos.

 

“Apesar de toda a experiência conquistada ao longo desses 40 anos e todos os esforços para quitar os compromissos com seus credores, a Recuperação Judicial foi a saída encontrada para o momento. O pedido de recuperação reflete a situação do cenário do agronegócio nos últimos anos no país, que vem aumentando a cada ano. Esperamos conseguir no Poder Judiciário a melhor solução para todos os lados”, argumenta o advogado Euclides Ribeiro, da ERS Consultoria e Advocacia, responsável pelo processo de Recuperação.

 

Com tudo o Grupo Gebert permanece firme e confiante na atividade, enfrentando nos dias atuais as dificuldades do quadro atual, que foi sendo desenhado ao longo das últimas safras. Portanto, a opção que resta ao grupo é manter sua atividade produtiva, que já demonstrou ser muito viável. O deferimento do pedido é esperado para os próximos dias.

VOLTAR IMPRIMIR